“Só conseguimos fazer negócios se for assim” 

Por mais que a frase acima possa parecer terrível aos ouvidos de qualquer compliance officer, ela ainda circula por aí. E é justamente porque ela ainda é falada que não se pode deixar de agir. 

Negócios éticos e transparentes devem ser a regra e para que isso aconteça, todos os envolvidos devem estar preparados para agir eticamente, diferenciando o que é correto ou não, o que se consegue através de conversas cotidianas, lideranças pelo exemplo, regras claras, treinamentos periódicos e focados em equipes chave – as mais expostas a essas situações e também as equipes de apoio, como as administrativas, financeiras, regulatórias e outras. 

A recusa a negócios antiéticos e a demonstração da existência de códigos, políticas, controles e condutas adequadas prévias às negociações já inibem até que propostas ilegais e fraudulentas sejam feitas, então, esteja preparado, prepare seu time! 

Vamos mudar a percepção de que negócio se fecha com jeitinho, um contrato de cada vez. 

Autora: Carolina Thomé Utida

Diretora e auditora líder da CertiGov

Especialista em sistemas de gestão